Aprendendo como fazer um algoritmo com exercícios

Objetivos:
Permitir ao leitor aprender como fazer um algoritmo e praticar através de exercícios os conceitos abordados nas aulas de “Operadores aritméticos, relacionais e lógicos” e de “Atribuição, entrada e saída de dados em algoritmos”.
Recursos e materiais:
Última atualização:
25/05/2020
Aulas do capítulo:

Na última aula, conhecemos a lógica de programação necessária para a atribuição, entrada e saída de dados em algoritmos. Através dela, podemos fazer com que nossos programas se comuniquem com o mundo externo, recebendo e enviando dados para o usuário. Como só se conhece de verdade o que se pratica, preparamos alguns exercícios para aprendermos como fazer um algoritmo utilizando esses conceitos.

1 – Escreva um algoritmo que leia um nome digitado e o imprima na tela. Simule a execução do pseudocódigo desenvolvido, apresentando em uma tabela, a evolução de cada uma das variáveis utilizadas.

Respostas
Programa para ler e imprimir um nome
1
inicio;
2
    caracter: nome[1…10];
3
    escreva (“Digite o seu nome: “);
4
    leia (nome);
5
    escreva (“O seu nome é: “, nome);
6
fim.
Linha nome Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite o seu nome:
4 “Gustavo” Digite o seu nome: Gustavo<ENTER>
5 “Gustavo” Digite o seu nome: Gustavo
O seu nome é: Gustavo
6 Fim do algoritmo

2 – Faça um pseudocódigo para ler um número inteiro do teclado e calcular o seu dobro. O resultado da operação deverá ser impresso na tela para o usuário. Simule a execução do algoritmo, apresentando em uma tabela, a evolução de cada uma das variáveis utilizadas.

Respostas
Programa para calcular o dobro de um número inteiro
1
inicio;
2
    inteiro: x;
3
    escreva (“Digite um número inteiro: “);
4
    leia (x);
5
    x \leftarrow 2 * x;
6
    escreva (“O dobro do número digitado é:”, x);
7
fim.
Linha x Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite um número inteiro:
4 10 Digite um número inteiro: 10 <ENTER>
5 20 Digite um número inteiro: 10
6 20 Digite um número inteiro: 10
O dobro do número digitado é: 20
7 Fim do algoritmo
OBS: Nesse algoritmo, é interessante prestarmos atenção nas variáveis que utilizamos. Até a linha 4, a variável x tem valor correspondente ao número inteiro informado pelo usuário. Esse é o valor de x que o algoritmo considera para realizar o cálculo escrito na linha 5. O resultado dessa operação é armazenado na mesma variável, x, que tem seu valor atualizado. A principal vantagem de fazermos isso é evitar que nosso algoritmo tenha de reservar mais um espaço da memória do computador para armazenar outra informação. Por outro lado, perdemos a informação inicial inserida pelo usuário. Assim, caso precisássemos saber novamente qual o valor enviado pelo teclado, precisaríamos armazenar o cálculo da linha 5 em uma outra variável.

3 – Crie um algoritmo que leia o valor de um investimento, o tempo em meses em que o dinheiro será aplicado e a taxa de juros mensal. Calcule o valor do rendimento e o valor do dinheiro ao final do investimento, seguindo as equações de juros compostos mostradas abaixo. Imprima na tela quanto o usuário terá ao final do investimento. Valide a lógica de programação através da simulação do pseudocódigo.

rendimento(\%) = 100*\left(1 + \dfrac{taxa(\%)}{100}\right)^{tempo} - 100

valor_{final} = valor_{aplicado}*\dfrac{rendimento(\%) + 100}{100}

Respostas
Programa para calcular o rendimento de um investimento
1
inicio;
2
    real: deposito, tempo, taxa, rendimento, valorfinal;
3
    escreva (“Digite o valor do investimento, o tempo e a taxa de rendimento: “);
4
    leia (deposito, tempo, taxa);
5
    rendimento \leftarrow 100 * pot(1 + taxa/100, tempo) – 100;
6
    valorfinal \leftarrow deposito * (rendimento + 100)/100;
7
    escreva (“O valor final será de:”, valorfinal);
8
fim.
Linha deposito tempo taxa rend. valor final Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite o valor do investimento, o tempo e a taxa de rendimento:
4 200.0 12.0 1.0 Digite o valor do investimento, o tempo e a taxa de rendimento: 200<ENTER>
12<ENTER>
1<ENTER>
5 200.0 12.0 1.0 12.68 Digite o valor do investimento, o tempo e a taxa de rendimento: 200
12
1
6 200.0 12.0 1.0 12.68 225.36 Digite o valor do investimento, o tempo e a taxa de rendimento: 200
12
1
7 200.0 12.0 1.0 12.68 225.36 Digite o valor do investimento, o tempo e a taxa de rendimento: 200
12
1
O valor final será de: 225.36
8 Fim do algoritmo

4 – Elabore um pseudocódigo para ler o raio de uma circunferência e imprimir o perímetro e a área dela. As equações necessárias para esses cálculos são mostradas abaixo, sendo que o valor de π pode ser aproximado por 3.14. Simule a execução do algoritmo desenvolvido, apresentando em uma tabela, a evolução de cada uma das variáveis utilizadas.

Perimetro = 2*\pi*raio \quad \quad Area = \pi*raio^2

Respostas
Programa para calcular o perímetro e área de uma circunferência
1
inicio;
2
    real: raio, perimetro, area;
3
    escreva (“Digite o raio da circunferência: “);
4
    leia (raio);
5
    perimetro \leftarrow 2 * 3.14 * raio;
6
    area \leftarrow 3.14 * pot(raio,2);
7
    escreva (“O perímetro da circunferência é:”, perimetro);
8
    escreva (“A área da circunferência é:”, area);
9
fim.
Linha raio perimetro area Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite o raio da circunferência:
4 3.0 Digite o raio da circunferência: 3 <ENTER>
5 3.0 18.84 Digite o raio da circunferência: 3
6 3.0 18.84 28.26 Digite o raio da circunferência: 3
7 3.0 18.84 28.26 Digite o raio da circunferência: 3
O perímetro da circunferência é: 18.84
8 3.0 18.84 28.26 Digite o raio da circunferência: 3
O perímetro da circunferência é: 18.84
A área da circunferência é: 28.26
9 Fim do algoritmo

5 – Desenvolva um algoritmo para ler uma temperatura em graus Celsius (℃) e apresentar o valor equivalente em Farenheit (℉) e em Kelvin (K). A conversão de graus Celsius para essas duas temperaturas é mostrada nas equações abaixo. Simule a execução do pseudocódigo desenvolvido, indicando em uma tabela, a evolução de cada uma das variáveis utilizadas.

F = \dfrac{9C}{5} + 32; \quad \quad K = C + 273.15

Respostas
Programa para converter temperaturas
1
inicio;
2
    real: celsius, farenheit, kelvin;
3
    escreva (“Digite a temperatura em graus Celsius: “);
4
    leia (celsius);
5
    farenheit \leftarrow (9 * celsius / 5) + 32;
6
    kelvin \leftarrow celsius + 273.15;
7
    escreva (“Essa temperatura é equivalente à:”, farenheit, “graus Farenheit”);
8
    escreva (“Essa temperatura é equivalente à:”, kelvin, “Kelvin”);
9
fim.
Linha celsius farenheit kelvin Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite a temperatura em graus Celsius:
4 30.0 Digite a temperatura em graus Celsius: 30 <ENTER>
5 30.0 86.0 Digite a temperatura em graus Celsius: 30
6 30.0 86.0 303.15 Digite a temperatura em graus Celsius: 30
7 30.0 86.0 303.15 Digite a temperatura em graus Celsius: 30
Essa temperatura equivale à 86 graus Farenheit
8 30.0 86.0 303.15 Digite a temperatura em graus Celsius: 30
Essa temperatura equivale à 86 graus Farenheit
Essa temperatura equivale à 303.15 Kelvin
9 Fim do algoritmo

6 – Construa um pseudocódigo que, dado as coordenadas x e y de dois pontos quaisquer de um plano, P1 e P2, calcule e imprima a distância entre eles, conforme a equação indicada a seguir. Simule a execução do algoritmo desenvolvido.

D=\sqrt{\left(x_2-x_1\right)^2+\left(y_2-y_1\right)^2}

Respostas
Programa para calcular a distância entre dois pontos
1
inicio;
2
    real: x1, y1, x2, y2, d;
3
    escreva (“Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: “);
4
    leia (x1, y1);
5
    escreva (“Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: “);
6
    leia (x2, y2);
7
    d \leftarrow sqrt(pot(x2 – x1, 2) + pot(y2 – y1,2));
8
    escreva (“A distância entre os dois pontos é: “, d);
9
fim.
Linha x1 y1 x2 y2 d Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto:
4 1.0 2.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 1 <ENTER>
2 <ENTER>
5 1.0 2.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 1
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto:
6 1.0 2.0 3.0 4.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 1
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: 3 <ENTER>
4 <ENTER>
7 1.0 2.0 3.0 4.0 2.83 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 1
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: 3
4
8 1.0 2.0 3.0 4.0 2.83 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 1
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: 3
4
A distância entre os dois pontos é: 2.83
9 Fim do algoritmo

7 – Apresente um algoritmo que leia as coordenadas x e y de dois pontos, P1 e P2, e determine a equação da reta que passa por eles. A equação da reta pode ser calculada à patir da expressão abaixo, em que a e b são constantes a serem determinadas com base nos pontos informados pelo usuário. Simule a execução do pseudocódigo.

y = ax + b

a = \dfrac{\Delta y}{\Delta x} = \dfrac{y_2 - y_1}{x_2 - x_1} \quad \quad b = y_1 - a*x_1 \quad ou \quad b = y_2 - a*x_2

Respostas
Programa para determinar a equação de uma reta
1
inicio;
2
    real: x1, y1, x2, y2, a, b;
3
    escreva (“Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: “);
4
    leia (x1, y1);
5
    escreva (“Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: “);
6
    leia (x2, y2);
7
    a \leftarrow (y2 – y1)/(x2 – x1);
8
    b \leftarrow y1 – a * x1;
9
    escreva (“A equação da reta é y = “, a, “x + “, b);
10
fim.
Linha x1 y1 x2 y2 a b Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto:
4 0.0 2.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 0 <ENTER>
2 <ENTER>
5 0.0 2.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 0
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto:
6 0.0 2.0 2.0 4.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 0
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: 2 <ENTER>
4 <ENTER>
7 0.0 2.0 2.0 4.0 1.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 0
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: 2
4
8 0.0 2.0 2.0 4.0 1.0 2.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 0
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: 2
4
9 0.0 2.0 2.0 4.0 1.0 2.0 Digite as coordenadas x e y do primeiro ponto: 0
2
Digite as coordenadas x e y do segundo ponto: 2
4
A equação da reta é y = 1.0x + 2.0
10 Fim do algoritmo

8 – Crie um pseudocódigo que leia dois números inteiros e os armazene nas variáveis A e B. Faça com que os valores das variáveis sejam trocados, de forma que a variável A passe a ter o valor da variável B e que a variável B passe a ter o valor da variável A. Imprima o valor de A e B depois da troca. Simule a execução do algoritmo desenvolvido.

Respostas
Programa para trocar o valor de duas variáveis
1
inicio;
2
    inteiro: A, B, C;
3
    escreva (“Digite dois números inteiros A e B: “);
4
    leia (A, B);
5
    C \leftarrow A;
6
    A \leftarrow B;
7
    B \leftarrow C;
8
    escreva (“Os números trocados são A igual a “, A, ” e B igual a “, B);
9
fim.
Linha A B C Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite dois números inteiros A e B:
4 6 1 Digite dois números inteiros A e B: 6 <ENTER>
1 <ENTER>
5 6 1 6 Digite dois números inteiros A e B: 6
1
6 1 1 6 Digite dois números inteiros A e B: 6
1
7 1 6 6 Digite dois números inteiros A e B: 6
1
8 1 6 6 Digite dois números inteiros A e B: 6
1
Os números trocados são A igual a 1 e B igual a 6
9 Fim do algoritmo

9 – Crie um algoritmo que leia um valor de hora (hora:minutos) e informe o total de minutos que se passaram desde o início do dia (0:00h). Simule a execução do pseudocódigo desenvolvido, apresentando em uma tabela, a evolução de cada uma das variáveis utilizadas.

Respostas
Programa para converter horas em minutos
1
inicio;
2
    inteiro: hora, minutos, total_minutos;
3
    escreva (“Digite quantas horas e quantos minutos são agora: “);
4
    leia (hora, minutos);
5
    total_minutos \leftarrow hora * 60 + minutos;
6
    escreva (“Já se passaram”, total_minutos, ” minutos do dia de hoje!”);
7
fim.
Linha hora minutos hora_minutos Tela
1 Início do algoritmo
2
3 Digite quantas horas e quantos minutos são agora:
4 6 15 Digite quantas horas e quantos minutos são agora: 6 <ENTER>
15 <ENTER>
5 6 15 375 Digite quantas horas e quantos minutos são agora: 6
15
6 6 15 375 Digite quantas horas e quantos minutos são agora: 6
15
Já se passaram 375 minutos do dia de hoje!
7 Fim do algoritmo

Caso tenha ficado qualquer dúvida em relação aos exercícios, deixe abaixo seu comentário para que possamos lhe ajudar. Somente dominando os conceitos básicos de como fazer um algoritmo é que teremos condições de utilizar técnicas mais complexas, como as estruturas de seleção e repetição. Para ficar for dentro das próximas aulas e aprender tudo sobre programação, acesse agora esse link e entre para o nosso time. Juntos, chegaremos longe!

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: